quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Tratamento para Flacidez e Gordura Localizada - João Pessoa PB

Clínica Sthétic 

Av Rui Carneiro 474. Miramar. João Pessoa PB.

Telefeones: (83) 3224-5150, 8840-0050.




Eletroestimulação Russa


Histórico

Nos fins dos anos 70, depois de uma rápida proliferação de unidades de TENS para controle da dor, o interesse da eletroterapia foi aumentando pelos registros de pesquisa na União Soviética que afirmaram que a ativação elétrica regular do músculo era mais efetiva que o exercício no fortalecimento do músculo esquelético em atletas de elite. Isto aconteceu por volta de 1977 durante um simpósio sobre eletroestimulação neuromuscular, onde o pesquisador russo Yakov Kots, professor de medicina desportiva na Academia do Estado em Moscou, apresentou o desenvolvimento de uma técnica de eletroestimulação que poderia aumentar a força muscular em 30 a 40% em atletas de elite, e também nos cosmonautas russos. Esses ganhos de força eram maiores que aqueles obtidos apenas através de exercícios. Esta pesquisa resultou em melhorias no desenvolvimento e no design de uma classe de aparelhos para Estimulação Elétrica Neuromuscular. Outros benefícios registrados com a técnica de Kots foram o aumento da resistência muscular e a alteração da velocidade das contrações musculares.

A Técnica

Através de uma aparelho, eletrodos são fixados na pele e uma corrente elétrica é aplicada de forma terapêutica, exercendo a função de enrijecer e tonificar a musculatura. A corrente elétrica é caracterizada por sua assimetria, baixa freqüência e baixa voltagem.

Benefícios Extras

- Se consegue ativar 30% a 40% a mais das unidades motoras com a corrente russa que nos exercícios comuns e tratamentos convencionais. Pois com a estimulação elétrica ocorre a modulação do nervo motor alfa e não despolarização do neurônio (como no movimento ativo) tendo assim características da despolarização artificial tornando possível ativar todas as unidades motoras simultaneamente.
- Aumento da força muscular a curto prazo.
- Melhor qualidade da estabilidade articular durante a fase de imobilização.

Indicações:

Fortalecimento e aumento de tônus muscular:
° Abdome
° Glúteos
° Membros inferiores e superiores
° Pós-parto
° Pós-emagrecimento
Melhora da performance de atletas:
° Recuperação da força muscular
° Melhor rendimento
° Preparação para qualquer trabalho
° Estimulação do fluxo sangüíneo e linfático

Contra-Indicações

- Lesões musculares, tendinosas e ligamentares
- Inflamações articulares em fase aguda
- Fraturas não consolidadas
- Espasticidade
- Miopatias que impeçam a contração muscular fisiológica (denervação, etc.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário